A experiência da equipe Universo Zumbi na CCXP 2016

Mais uma Comic Con Experience aconteceu no Brasil, e tivemos a oportunidade de estar lá, de olho em tudo que aconteceu durante os quatro dias de evento, e agora vamos contar para vocês um pouquinho mais sobre essa experiência verdadeiramente épica.

Com a tão esperada introdução de Negan a série The Walking Dead, a fila para o estande da série, que oferecia a oportunidade dos fãs tirarem fotos segurando uma réplica perfeita de Lucille, assim como um teste de força que presenteava os mais fortes com uma versão inflável do taco de beisebol mortal usado pelo vilão, era uma dos maiores do evento. Mas a expressão de amor e devoção dos fãs pelo universo de zumbis não parava por aí, com muitos cosplayers dos personagens da série (como Rick, Negan e Carl) e das criaturas devoradoras de cérebros caminhando pelos corredores movimentados da São Paulo Expo.

Tivemos a oportunidade de acompanhar, um pouquinho mais de perto, a visita de Ross Marquand, que interpreta Aaron em The Walking Dead, ao Brasil. O ator que esbanjava simpatia, não media esforços para atender os fãs que clamavam por seu nome nas grades próximas as cabines de fotos e autógrafos e que tiveram seus pedidos de selfies atendidos, sempre com um sorriso do rapaz. O bom-humor e o talento inegável de Marquand para imitações impressionou e divertiu todos aqueles presentes durante seu painel no auditório Cinemark durante o último dia do evento, e essa mesma energia positiva pôde ter sido transmitida durante sua coletiva de imprensa, onde falou sobre qual seria sua arma de escolha durante um apocalipse zumbi e a chegada do novo vilão à série.

Uma das primeiras e mais interessantes atrações que também pudemos visitar na feira foi o estande de Game of Thrones, que pouco revelava aos fãs que esperavam em sua fila do lado de fora. Em uma parte era possível admirar de pertinho os belíssimos detalhes de algumas das peças do figurino e objetos da série, incluindo uma máscara dos Filhos da Harpia, o icônico vestido azul usado por Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) e o vestido usado por Margaery Tyrell (Natalie Dormer) em seu casamento, e depois tirar uma foto no tão famoso e desejado trono de ferro. Em outra parte, os fãs podiam assistir a uma projeção da abertura da série em uma superfície em 3D, que os faziam se sentir inseridos no mundo fantástico criado por J.R.R. Martin.

Um dos maiores e mais movimentados estandes da convenção foi a do Netflix, que além de entreter o público com cinco atividades interativas diferentes, também os presenteava com alguns brindes. Após um jogo simples de tiro ao alvo, com bolinhas de plástico, era possível ganhar copos personalizados e pôsteres de algumas das séries mais populares do stream. Também era possível se divertir com um jogo da memória com a temática de “Stranger Things”, onde era necessário decorar a ordem em que as luzes da parede se acendiam, assim como na já icônica cena em que Joyce (Winona Ryder) se comunicava com seu filho Will (Noah Schnapp). Outra atividade, era baseada na série nacional “3%” onde, emulando uma das primeiras cenas da narrativa, havia uma competição para ver quem montava mais cubos em menos tempo, e o vencedor levava para casa uma camiseta e um pôster da série. Também eram oferecidas atividades como um karaokê, uma medição de força com a temática de “Punho de Ferro”, uma cabine onde todos eram livres para revelarem spoilers sem sofrer repreensão por isso, um quiz interativo no celular sobre as séries.

Outras atividades que merecem destaques são as de Assassin’s Creed, que permitia ao visitante dar um Leap of Faith e passar por uma pista de parkour; a visita que os fãs de Simpsons ao mercadinho do Apu para que pudessem ser presenteados squishees e donuts; a oportunidade de tirar fotos que pareciam terem saído diretamente dos universos de Prison Break, Vikings, Legion e Outcast, entre outros.

Não podemos deixar de comentar mais uma vez sobre uma atração verdadeiramente única, que não se repete em todos os dias da convenção, mas que tem presença constante e garantida: os cosplayers. Dedicados, eram sempre encontrados pelos corredores entre os estandes, chamando a atenção dos demais visitantes do evento. De Arlequinas a mini Harry Potters, era possível interagir com personagens que pareciam tomar vida diante de seus olhos, e que representavam diversos mundos do universo geek.

A imersão nesse universo geek é extremamente satisfatório para aqueles fãs de séries, filmes, quadrinhos e livros, arriscamos até dizer que a Comic Con Experience proporciona a seus visitantes a uma experiência única de estarem em um lugar que se torna mágico durante quatro dias que parecem passar rapidamente, mas isso não significa que tudo seja um mar de flores. Para aqueles sem muita paciência para filas gigantescas, parte dessa magia pode se perder, assim como aqueles que precisaram enfrentar os preços abusivos encontrados na praça de alimentação do evento. Contudo, ao colocarmos tudo na balança, chegamos a conclusão de que é impossível ir a CCXP e não sair de lá encantado com todas as atividades e experiências vividas ali dentro, mas isso não significa que melhorias não necessitam serem feitas para as edições seguintes.

A Comic Con Experience retorna em dezembro do próximo ano para mais uma edição épica, e nós estaremos por lá mais uma vez!

Sobre Rafael Sousa

Apenas mais um walker na horda.